E se fosse verdade…

É o nome do filme que eu assisti agora a pouco. Os atores são ótimos, mas ainda sim é aquele tipo de filme que mesmo se fosse com uma ator e uma atriz desconhecido seria ótimo. Eu já tevo ter assistido eles mais de três vezes, quantidade suficiente pra enjoar de um filme e também pra decorar um.

A mocinha do filme é médica, eu tenho pensado muito na carreira de medicina, mas as vezes penso: que bobagem, em geral eu tenho pensado muito no que eu quero fazer de faculdade, PQP é muito difpicil, stressante e eu me cobro demais, não quero errar. No momento parece que eu estacionei, se bem que férias são isso, periodo pra parar descansar, mas não deveria ser pra pensar, não. Um carinha no filme fala que não é prudente navegarmos na nossa mente sozinhos, e é isso que resulta ficar muito tempo sem fazer nada.

Eu tenho feito muita coisa, mas ainda sim sobra tempo, aushausha, mamãe foi cuidar da minha vó e estamos sem ela pra lavar roupa, arrumar a casa, gritar comigo, fazer almoço… então eu estou me virando fazendo as coisas que ela costuma fazer, e por incrivel que parece tenho me saido muito bem na função, me sinto tão orgulhosa disso. hehe. Por mais que ela ligue de 5 em 5 minutos, ainda sim sinto falta dela.

Voltando ao filme, o mocinho do filme, o Sam, bem ele é todo fofo aushausha, claro que não vem ao caso mas ele estacionou também, triste ele procura um lugar aconchegante pra afogar as magoas depois de (anos que) perder a mulher, mas então tem o “fantasma” da Elizaabeth, blá blá blá, no final de um modo ou de outro eles eram pra ter se conhecido, eles estavam destinados blá blá blá, felizes para sempre, mas e depois dos créditos como seria a história deles?, viveram uma coisa meio que sobrenatural se apaixonaram crianram esse vinculo, mas foi só isso, como vai ser depois? Agora que eu já exprimi minha revolta, posso dizer a finalidade de tudo isso, Elizabeth antes do acidente tinha uma vida voltada para o trabalho, e pelo que da a entender ela não era triste, mas nada dizia que ela era feliz, na verdade não tem finalidade, o filme é isso mesmo, um romance, um romance ao qual eu não ficaria triste de viver.

E se fosse verdade… muito bom o filme,

quando não estou com você, é como se não existisse

E tem também uma música, que eu tenho escutado nas férias por causa da letra, que eu gostei muito e não porque tem a ver com o que estou sentindo, não.

Eu escutei a primeira vez num episódio de Cold Case (Arquivo Morto no SBT), é tipo CSI, mas eu gosto mais desse porque, sei lá, é mais tocante e ele voltam no tempo, o que eu nem gosto né… no final sempre tem uma música boa também…

Espero que gostem, e que não me achem psicicológicamente louca.

Beijocass

Anúncios
Etiquetado , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: