Far FAR SO SO SO FAR AWAY FROM HOME.

Lá estava yo, acordando num seis e meia da manhã em plenas férias em um quarto de hotel nada demais. Le ideia de assistir o “Bom dia Rio Grande” se esvaiu quando minha vó ligou a Tv exibindo a teme “Bom dia Paraná”. Para em um restaurante para almoçar alguns quilometros depois, vejo um banda de resvista, le vou comprar a “Zero Hora” –‘ quem disse que tinha?

Eu estava atravessando o país de carro de co-pilota do meu tio, com minha avó e meu primo criança no banco de trás. Uma viagem de três dias dentro de um carro, aguentamos mais que o pessoal do BBB, E COM MUITO BOM HUMOR.

O que estou levando de lembrança da viagem? muitas risadas, fotos E um cd original do Mamonas Assasinas, sim, sou fodona tenho o cd original deles. Aquele cd estava esperando por mim naquele posto de gasolina *meio* abandonado no meio de São Paulo (eu acho). Resultado, escutamos o cd deles mais da metade da viagem. Nossa viagem incluia também um pen drive de 4GB, que continha uma grande parte de músicas antigas (que eu nem gosto G.G) e gaúchescas, nós escutamos umas quantas vezes o pen drive, eu e meu tio traduzindo as letras e vendo uns malucos tentando morrer nas ultrapassagens perigosas. Mas só uma última coisa, nós comemos umas pizzas muito loconas de borda recheada que eram de lambe os beiços (a linguagem chula é de propósito) aushausaausha.

PESSOAS VENHO AQUI DIZER-LHES, o melhor momento do mundo é o agora, aproveite, ria e se arrisque, e quando precisar descanse, e acima de tudo não se importe como que vai ser o trajeto porque ele só está ali pra te mostrar como o final é importante. Uma coisa eu tenho certeza, meu final vai ser maravilhoso, e o seu? (só mais uma coisinha que eu lembrei agora também, seja prudente) (PRUDENTE: que procura evitar o perigo)

beijosss de coco from Bahia.

“AGRADECIMENTO: Aos nossos pais, irmãos e familiares; ao Rafael (baba-ovo cósmico); ao Zé luis (meteoro); aos nossos amigos (são muitos e não caberiam nesse encarte); ao Arnaldo Saccomani; ao Geraldo Celestino; e a todos que aajudaram na realização deste trabalho.  Ao pessoal do avião (que serviu um rango da hora na nossa viagem pros USA); ao Santos Dumont (que inventou o avião, senão a gente ainda tava indo mixar o disco, apé); ao Gonzales (mexicano clandestino que arrumava nossos quartos no hotel); ao pessoal do estúdio “The Entreprise” (que ria das nossas piadas mesmo sem entender porra nenhuma); ao Charles Miller (por ter trazido o futebol pro Brasil); ao Chaves e ao Chapolin; ao Ultraman (que matou aquele monstro horrível); a tia da escola que dava canjica na hora do recreio; ao pessoal da EMI, que nos encontrou encima duma ponte com uma bigorna amarrada no pescoço , e num gesto de piedade acolheu nosso trabalho (valeu mesmo, galera!!).

E a DEUS, que foi quem mais ajudou e esteve sempre ao nosso lado.”

PALAVRAS DELES, AMÉM!

Anúncios
Etiquetado , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: