Arquivo da tag: preparação

75 horas

Antigamente eu escrevia melhor, conseguia ser bem mais dramatica sei lá. Mais sentimental agora tudo parece forçado e acho que é porque o drama é real. Mais 75 para uma nova vida.

De todos os momentos que tive muitos são bons, alguns nem tanto, mas os momentos em que estive com minha família e amigos, a nossa típica rotina foram os quais eu mais vou me lembrar, a rotina que eu costumava ter talves eu não sinta falta de muitas coisas. Mas dessas pessoas eu vou sentir falta, talvez nem tanto porque estavamos sempre juntas, mas as pequenas atitudes que faziam delas unicas, que me faziam admira-las.
Meu irmão, pai e mãe. Meus amigos e colegas. As parcerias pra dar risada, jogar uno, dorminhoco.
Obrigada.

Cada um daqueles que passaram pela minha vida de fizeram crescer e amadureçer o suficiente para poder estar aqui nesse momento.
Meu intercâmbio é apenas o começo.
Obrigada.

Sinceramente a palavra saudade não é minha palavra favorita. Vivemos em um mundo onde a internet nos impede de sentirmos saudade, de não ter noticias de alguém. Eu não sentirei saudade, vou sentir falta de ter você perto. Mas é temporário em mais ou menos 7440 horas eu já vou estar voltando.
Queria nessas 75 horas que faltam pra mim embarcar que tudo fosse sei lá kkk. São 75 horas em que vou me preparar ainda mais pra nas próximas 7440 não sentir tanto a falta dessas pessoas que eu amo.
Obrigada.

Em 75 horas eu vou conhecer um pouco do meu futuro, e estou muito animada. São 75 horas para o começo da minha nova vida, da minha vida de intercâmbista.

Pra quem quizer, amanhã dia 6 sinta-se convidado a participar da minha despedida no rotary. foi algo pelo qual eu batalhei muito e hoje, daqui 75 horas, se tornará o sonho realizado
beijos e abraços

uns loco cantando sábado de sol no kamikase. kkkk

Anúncios
Etiquetado , , , , , , , , , ,

Tudo sobre o méxico!

O titulo do post já é bem indicativo. É sobre o méxico. Meu querido e futuro país.

Necessito hacer una redación sobre el Mexico, obrigação de intercâmbista conhecer um pouco da cultura e história do lugar para onde vai para amenizar o  – dito cujo – “choque cultural”. Pois bem, parando de enrolação, escreverei minha redação de duas página alinha e justificada. – Único problema é, estou sem a mínima inspiração. Mas um dia ela chega, de preferencia, ela deveria ter chegado ontem pra falar a verdade, eu to com tudo atrasado.

Sem mais enrolação,

México. uhulll

O povo mexicano não parece muito diferente do brasileiro, é descrito como simpático, divertido e prestativo, e a população mexicana é também uma mistura de índios com espanhóis. Eles têm uma cultura muito rica, baseadas em muitas civilizações antigas como incas, maias, astecas, etc. São muito nacionalistas e religiosos.

Por todo o país existem cidades histórias muito importantes, possuem muitos museus e uma capital – Ciudad de México –  linda e arborizada com infinitos lugares para visitação, e não só na capital mas pelo país inteiro. Falando mais um pouco da capital, que se situa bem no centro do país, possui dois vulcões ao seu redor, o Popocatepetl e Iztaccihuatl. Toluca de Lerdo fica perto do DF, nessa cidade também tem um vulcão, Xinantecatl que também é chamado de Nevado de Toluca. Nessa região a altitude é de 2 mil metros de altura. Entre as principais e mais conhecidas cidades estão: Guadalajara, sede do pan 2011; Acapulco, a praia que apareceu em um episódio do famoso Chaves; Cancún; Chichén Itzá, onde ficam as piramides maias; entre outras cidades.

Duas das coisas características do México são a comida e a bebida. Os pratos são fortes salgados e exóticos. Os principais são as tortilhas e os famosos tacos recheados com todo tipo de condimento e pimenta conhecidos no mundo inteiro. Lá, para os corajosos, tem até taco de gafanhoto e formiga. Outros pratos típicos de lá são a guacamole (abacate, usado em pratos salgados), os nachos, burritos e o chile (carne moída, feijões cozidos sem calda) e muita pimenta, é o condimento mais usado por lá. As bebidas mexicanas também são bem fortes. A mais conhecida é a tequila que possui todo um ritual típico do México para beber cada gole. Tem também algumas mais esquisitas envolvendo vermes – o Mezcal – que são ainda mais fortes que a tequila. Felizmente não é só de álcool que as bebidas de lá são feitas, a mais famosa é a água de chocolate. A culinária também é diversificada em cada região, eles possuem 60 tipos de etnias.

O clima se assemelha com o do Brasil. No norte é seco e desértico, no planalto central é temperado e na costa é quente e úmido. Nos pontos mais altos, na região da capital, o clima é fresco e agradável durante todo o ano.

As datas e festas importantes de lá são: 02/02 – Día de la Candelaria – com base numa crença e tradição judia as famílias se reúnem para comer beber Atole uma bebida quente que é baseada em farinha de milho e quando a receita leva chocolate é chamada de Champurrado; 16/09 – Día de la independencia Mexicana – ela é comemorada com um desfile cívico, as pessoas também se pintam com as cores da bandeira do México entres outros costumes ; 31/10 até 02/11- Día de los Muertos ou Santa Muerte – são feitas oferendas aos espíritos que já foram e homenagens, ela é uma data muito importante e simbólica com muitos rituais e costumes que são parte importante da tradição mexicana. Essas são as duas mais importantes, mas eles também comemoram o Natal, Dia das Mães e outras datas que também tem aqui no Brasil.

No México a moeda é o peso mexicano e a economia deles tem foco na exportação e é baseada em serviços, na indústria, no comércio, na agricultura e na  exploração de minérios. Mais de 40 países possuem tratados de livre comércio com o México. A agricultura é de frutas, feijão, cana de açúcar e algodão. Na questão de números eles são a segunda maior economia da América do Sul, perdendo apenas para o Brasil, e no ranking mundial fica na décima segunda posição. Atualmente um real vale o equivalente a sete pesos mexicanos.

A política é um pouco diferente da brasileira, eles tem o poder centralizado, nas mãos do presidente e no executivo. O presidente deles tem um mandato de seis anos e não pode renovar. Mesmo sendo um país conservador o governo atual do presidente Felipe Calderón, que foi eleito em 2006, se mostrou muito liberal e em 2007 aprovou a união de homossexuais, entre outros.

Mais sobre o México? Eles falam espanhol; O fuso horário é de menos três horas em relação ao Brasil; Aqueles caras que aparecem nos desenhos animados com chapeis grandes e com bigodes enormes são os mariachis, músicos tradicionais mexicanos.

Referencias.

http://www.miraedestino.com/destinos.cfm?id=442&n1; http://www.cabostral.com/guia_viagem_clima_mexico.php; http://www.infoescola.com/mexico/economia-do-mexico/http://www.easyexpat.com/pt/cidade-do-mexico/visao-geral/politica.htmhttp://www.malapronta.com.br/blog/2011/03/02/conheca-a-cidade-do-mexico/; Yahoo respostas; Kate (minha futura irmã); Meu livro do Fisk Focus in Final; Victória Lunardi Bauken.

Obrigada a quem leu até o final. E ao adorável Gabriel Augusto Hahn, que revisou o texto pra mim.

besos muchos besos.

Etiquetado , , , , ,

Falta pouco; Falta muito

Em momento algum durante esse tempo eu parei pra pensar “O QUE EU TO FAZENDO?!”, pois bem, na realidade a ficha não caiu ainda. E creio que só vai cair quando uma avalanche de “primeiras vezes” vierem. Especiais primeiras vez. Primeira vez que eu vou viajar de avião, primeira vez que eu vou “sair de casa”, primeira vez que eu vou estar realmente por minha conta, entre outras.

Meu problema, no exato momento é: eu não paro de pensar no intercâmbio. Isso está errado. Isso ainda não é a minha vida, e aquela história que eu tinha planejado, de não usar de chantagem emocial, aquela do tipo – OII, eu to indo embora pra nunca mais voltar – pois é, não que eu esperasse que funcinasse, eu esperava.

Legal.

No próximo sábado estarei ocupadissima. Nem tente me ligar. Beijos.

 

Tem mais um encontro, de preparação. Pro intercâmbio. Como eu disse, a ficha ainda nã caiu mas eu to adorando poder falar – eu vou pro méxico – não sei os outros intercâmbistas, mas eu não penso em como vai ser, eu até tento. Sentir saudade? saudade de quem me ama e me quer bem, sim, muita.

Falta uma penca de coisas pra fazer, e uma baita insegurança. Visto? Passagem? Malas? Não, nada pronto. AINDA!

Era isso que eu queria compartilhar, besos muchos besos.

*Eu ainda tenho que escrever sobre a 39ª Conferencia Distrital. Foi muito massa kkk

Etiquetado , , , , ,

¡Viva México!

Acho que a ficha só vai cair mesmo quando eu entrar no avião. Eu estou assistindo a vários videos e lendo muitos depoimentos de intercâmbistas que foram para o México e estou ficando animada e ansiosa, quero muito viver esse intercâmbio.

Desculpa, lembrei agora que eu abandoneio o blog a algum tempo… querido leitores e leitoras, estou indo para o México em Agosto. 😉

Quem convive comigo sabe o quanto eu estava insegura com essa minha decisão, é um ano e não apenas um passeio, é uma experiencia de vida que pode ser muito gratificante, como pode não ser. Mas creio ter escolhido a opção certa, ir.

Eu tento até não pensar muito, mas não tem como. Explorar o desconhecido vai ser uma grande aventura, como diria o Peter Pan, viver será uma enorme aventura. E como eu não sou mais nenhuma criança e tenho deveres, obrigações e responsabilidades sei que não será tudo um mar de rosas, mas sei também que nem tudo será apenas espinhos.

Agora, a criação de uma nova tag no meu blog. MÉXICO.

aqui vamos nós ;D

na foto, eu e o intercâmbio/peter kkk

Etiquetado , , ,

Minhas loucuras

Eu tenho a séria péssima mania de ficar querendo anteceder as coisas. Parei de tentar adivinhar o pensamento das pessoas. Ponto pra mim.

Tenho pensado como pode ser o intercâmbio, como vai ser lá, isso não tem como saber, de jeito nenhum, nem nos meu sonhos. Mas depois que eu voltar, que faculdade vou fazer, onde vou morar, se vou ou não depender do meu pai e da minha mãe, se vou ir morar em outra cidade, em que cidade vou morar, com quando dinheiro terei que me virar, essas coisas.

O mais atual de todos é assim, ir para Bahia, morar com meu tio e dar aula de inglês e fazer um cursinho pré-vestibular bom, o melhor. Juntar um dinheiro, começar uma falcudade talvez, ou senão, seilá, uahsauhsauh.

Conhecer o mundo, escrever, viajar, fazer algo significativo, de valor, me conhecer melhor, descobrir meu limites, me superar e crescer, se divertir e amar. Amo o céu, a ideia de infinito no mesmo tempo que me assusta e acomoda porque eu sei que não é, o mundo é finito. Traduzindo, o que eu penso nem sempre é real.

Coisas boas e coisas ruins acontecem todo dia. Ficava antecipando o que os outros pensam, tendo conversas e conversas dentro da minha cabeça comigo mesma, e imaginava que essas pesssoas pensavam coisas ruins de mim, não gostavam de mim por um motivo ou por outro, que me julgavam o que não sou. Mas nada era verdade e é isso que faz pouco tempo que descobri, nem sempre é real. E as coisas boas, que eu imagino tão fáceis e perfeitas? essas também eu respondo, nem sempre são reais.

Tenho a consciencia de que estou embarcando em uma jornada em que não vou ter como sair depois, não vou ter como voltar atrás, não vou ter como dizer que cansei e voltar para casa.

não estamos mais em um lugar abandonado, mas ainda não estamos no lugar desejado, Michel Onfray

da língua.
Etiquetado , ,

Vem e vão

Hoje eu estava na rua e passaei por um lugar onde tava cheio daquela folhinhas, não sei como se chamam, mas não é folhinhas asuhasa, quando tu pisa nelas elas quebram e fazem um barulho engraçado, tá essas dai mesmo, sempre que eu vejo eu me lembro da @DudaGrutzmacher, uma amiga muito querida. Quando nós achavamos que eu ia estudar fora, e iamos nos separar nós fomo embaixo de uma árvore que estava cheia dessas “folhas” secas e ficamos lá pisando, quebrando, pulando, brincando, nos divertindo. Antes de voltar para casa, cada uma pegou uma daquelas folhas e escreveu uma mensagem para a outra, foi algo memorável e sei que nem eu e nem ela vai esquecer aquele dia. Mas no final da contas, quem foi embora foi ela.

Outra pessoa da qual eu sempre vou me lembrar é a Laísa, das noites de insuportáveis de verão em que ficavamos conversando sobre o que colocariamos na nossa geladeira quando formos morar sozinhas, das junções aqui em casa. Nunca me esquecerei do Antonio, da Camila, do Eric, daquela Brenda, do Gabriel, de tanta gente que eu conheci naquele ano em que estudei no Instituto Federal Farroupilha, principalmente os professores, da convicência com eles. A prof Carol que me obrigou a desenhar, que foi o que despertou minha paixão pelo desenho que hoje se tornou amor pela pintura. Do professor Emerson que me disse cedinho da manhã no frio dessa cidade no auge do inverno, que a terra é como um Ferreiro Rocher, crosta irregular com duas camadas principais, a primeira nemos espessa/chocolate, uma mais densa/placas tectónicas e que se fizermos um furo nele vai sair lava/chocolate, e que tem um núcleo/avelã. Do professor Uilson que sempre repetia pra mim que eu tenho cara de líder, mesmo eu não sendo líder da turma. E de muitos muitos outros os quais eu nunca vou esquecer, Soraya, Alexander, Alessandro, bah, eu não vou falar todos senão vou me esquecer de alguém e me sentir culpada depois.

Não gosto muito disso sabe, mas ao mesmo tempo é um sentimento tão bonito e sincero, o mais sincero de todos na minha opinião.

A Tia Cristina, que ta se preparando pra voltar pra cidade dela, ta em um clima meio que de despedida e isso é tão ruim, vou sentir muito a falta dela. Ela tá dormindo comigo no quarto e a gente conversa muito muito mesmo, ficamos até altas horas conversando.

Mas fazer o que? Acontece é a vida, as pessoas entram e saem dela e na maioria das vezes entram sem pedir licença e saem sem se despedir. Nesse momento vai de nós ficarmos se martirizando e ficarmos tristes ou superar e lembrar sempre dos momentos bons. E sem querer esquecer vou citar mais um nome aqui, a Hilary Allen intercâmbista que ficou um ano aqui em São Borja e foi a pessoa que me alavancou para o Rotary.

Bem, era isso que eu queria dizer, e tenha certeza absoluta eu tenho muitos momentos bom pra lembrar e ainda muitos mais para viver.

Etiquetado , , , , , , ,

Meu primeiro Seminário de Rotary

meu primeiro seminário de RotaryComo diz o post, meu primeiro encontro de Rotary foi domingo. Também foi nesse domingo a seleção do Intercâmbistas, que não é bem uma seleção, é algo feito para depois as vagas serem melhor ditribuídas, todos tem chances de fazer o intercâmbio, MAS a vaga NÃO É GARANTIDA. Eu conheci MUITAS pessoas, e é inexplicavel o quão feliz e realizada eu fiquei hoje, principalmente pelo apoio dos meu pais que até antes disso não estavam contentes com minha ideia de Intercâmbio.

Não me vejo falhando, mas eu agi por instinto na dinamica em grupo, algo que eu realmente não esperava de mim mesma. Estava ciente de tudo que fazia, respirava e pensava para não fazer errado, para não me prejudicar, e isso é algo que tenho feito faz um bom tempo, meditar.

Acima de tudo aprendi mais um pouco sobre aquilo que almejo vivenciar, vi os vicios que talvez possam ser chamados de erros, erros que pretendo não cometer. Durante toda a viagem de volta, que passou como um flash, nós voltando comentando sobre as coisas que vimos e presenciamos lá, como a ÍNCRIVEL palestra da Damiana, sobre os inbounds, os outros canditatos a intercâmbista (outbounds), as normas do PIJ, o trabalho do RI, os meus possiveis países, e algumas falhas.

Só pra citar aqui, inbouds= estão dentro do nosso país, outbounds= vão sair do nosso país, rebounds= voltaram para o nosso país

Concluindo, meu tempo na internet será reduzido, ou seja, menos tempo para escrever. Apartir de agora meu contato com esses inbounds e rebounds aqui em São Borja será mais ativo. Conheci a Rubi (amanhã é a festiva dela).Me sinto mais preparada, e ao derrorer desses meses em que necessitarei de MUITA, MUITA, MUITA paciência mesmo, vou crescer mais, e cada vez mais.

beijoquinhas ;*

Etiquetado , , , , , ,

Domingo é dia D

Domingo é o dia da entrevista, do “seminário”, da prova, de conhecer os intercâmbista aqui de São Borja. Tem bastantes coisas, eu ainda necessito do apoio de muita gente, ainda tenho muito o que me preparar.

Preciso agradecer muito ao chairman do Distrito 4660 do Rotary, que me mandou o livro, a mãe até compro um vinho como agradacimento. A faixa pra Rubi já tá prontinha, e meu irmão Junior, acabou de falar “e é bem bonita”, a tia Cristina me ajudou, ou eu ajudei ela.

Voltando ao assunto principal. Acho que estou nervosa por estar tão calma, tão tranquila e serena. Meu corpo demonstra tensão, meus múculos do rosto, dos ombros, das costas estão terrivelmente tensos, doloridos e pesados, e não é por conta da academia a qual eu faltei hoje para ler o livro. Pelo menos isso eu consegui, Teoria da Viagem: Poética da Geografia é um livro ótima e superou minhas expectátivas. Segunda feira sai o post sobre o livro, eu prometo.

Vou deixar o cabeça aqui entra, beijocas. ;*

Etiquetado , , , ,

Estudar, estudar e estudar.

Eu aqui na minha cama, me preparando para dormir me obrigo a escrever um pouco, sobre os pensamentos que se encontram em mim nesse momento, minha reflexão diária sobre como estão as coisas.

Amanhã tem piscicóloga, o que antes eram duas vezes por semana se tornou uma e olha só, estou sobrevivendo, viva. aushasha. Bem que eu disse que ira começar a escrever mais uma vez, como eu fazia, escrever todo dia, uma espécie de diário.

Noite, madrugada passada não dormi nadinha, foi terrivel. Eu fique até mais ou menos umas duas da manhã conversando com a Tia Cristina sobre tudo, tudo mesmo. Ela acha que eu não estou preparada para o Intercâmbio ainda, me falou sobre meus defeitos e eu tive que concordar com muitas coisas, eu sei e posso mudar só basta eu querer. Mudar não é fácil, mas até ela concorda que eu já mudei bastante, e mudei para melhor.

Estou um tanto preocupada hoje, estou estudando sobre o Rotary e as coisas que são necessária para a prova do dia 28. Mesmo assim eu estou confiante porque eu sei, eu falo bem, só estou com medo de gaguejar, acontece as vezes.

Amanhã eu tenho prova de história.

Hoje eu fui no Rotary, recebi algumas dicas do presidente, e mais uma vez me mostraram sua confiança em e me deram credibilidade, eu adoro quando ele me chamam de “nossa futura intercâmbista”, e acho que até a mãe, que está indo comigo está gostando. A mãe do Vini que está nas Filipinas fazendo intercâmbio contou como foi, e eu poderia ficar horas aqui escrevendo mas PRECISO dormir, aushausa.

Bem, a vida é feita de desafios, e eu estou pronta para o meu.

Etiquetado , ,

my best shot

Bem, depois de muito enrolar decidi fazer meu “blog”. Gosto muito de escrever e minha anciedade nesse momento pré-entrevista, prova, dinamica em grupo é terrivel. Eu ainda tenho uma insegurança relativamente grande comparada as outras pessoas, mas relativamente pequena comparada a como era alguns anos atrás.

Dia 28 é o dia D, estou estudando além dos assunto de aula, geografia e história do Brasil e do Rio Grande do Sul, o rotary club.

Sem mentir, eu estou adorando. os objetivos das fundações rotarias são um incentivo enorme a, como eles dizem, boa vontade.A prova quadrupla (falarei mais sobre em um próximo post) é incrível, e sem mais delongas, o rotary é incrivel.

Para finalizar, porque já é tarde e eu PRECISO dormir, estou muito feliz por isso, por essa oportunidade que Ele tem me dado. Não é certo que eu vá para o intercâmbio, se for pra se, vai ser ótimo eu sei, se não for, é porque tem coisas melhores de esperando. Quando se fecha uma porta duas se abrem.

Etiquetado , ,